14 de maio de 2010

Homem está sem comer e beber a mais de 70 anos

 



indianoRealmente não é nada inédito no Oriente. Quando o Discovery Channel lançou o documentário do “Novo Buda”, me espantei quando vi que a maioria das pessoas se impressionou mais com o menino que meditava sem comer ou beber por (é o que dizem) 9 meses, do que pelo outro yogue que o documentário igualmente mostrou, e que estava vivendo em um quarto lacrado numa universidade indiana, filmado 24h, 7 dias por semana, ... há pelo menos 20 dias e que não ingeriu um grão de arroz nem uma gota de água (inclusive a água do banho, que vinha numa bacia, era controlada, já que o homem poderia absorvê-la pela pele…). Os médicos da universidade estavam perplexos.
Médicos e cientistas na cidade indiana de Ahmedabad estão observando um homem que diz ter vivido sem comida e sem água ao longo dos últimos 70 anos. Prahlad Jani é um líder religioso da tradição Jainista. Ele está sendo observado por médicos, que afirmam que nas 108 horas que já se passaram, ele ainda não comeu nem bebeu nada.
O caso chamou atenção até mesmo do Exército indiano, que o colocou sobre observação por 24 horas ao longo das próximas duas semanas. A ideia é que se os médicos descobrirem o segredo do líder religioso, isso pode ser bem usado no futuro.
Prahlad Jani diz que sobrevive graças à meditação e ao poder da sua mente. Apesar de este tipo de caso não ser totalmente inédito na Índia, ele tornou-se um dos mais célebres dos últimos tempos, por estar sendo estudado mais a fundo pelos cientistas.

Estudado em 2003
indiano4O indiano Prahlad Jani, mais conhecido como Mataji, garante que passou os últimos 74 dos sues 82 anos sem comer nem beber. O homem está a ser estudado pelo departamento científico do Ministério da Defesa para determinar se de facto Mataji tem alguma qualidade especial e se mais alguém poderá ter as mesmas características. O seu caso já foi estudado em 2003 no hospital Sterling, em Ahmedabad, onde se chegou à conclusão que não necessita de comer e beber para sobreviver. Normalmente, um ser humano aguenta três ou quatro dias sem beber e uma semana sem comer. Mataji defende que foi abençoado pela natureza aos oito anos e que desde aí nunca teve necessidade de comer ou beber porque, segundo ele, tem um buraco no céu-da-boca que filtra as gotas de água. Segundo o director do Instituto de Psicologia e Ciência Aliada de Defesa, G. IIavazhagan, o Ministério da Defesa mostra-se muito interessado neste caso porque “há soldados em zonas fronteiriças onde os alimentos e a água nem sempre estão disponíveis.” “Queremos determinar a fonte de energia de Jani e verificar se esta pode ser transferida para os soldados ou ser utilizada por eles,”acrescentou.



Nos exames feitos em 2003, entre análises à urina, sangue, ecocardiogramas e electroencefalograma, verificaram que o desenvolvimento do cérebro de Mataji corresponde ao de um jovem de 25 anos. “Queremos ver agora se ocorreu alguma alteração”, explicou IIavazzhagan.

Prahlad Jani
Li este texto no Mundo Gump e fui conferir se era mesmo verdade. Um iogue chamado Prahlad Jani, que afirma categoricamente que parou de se alimentar e beber aos 13 anos de idade. Detalhe, o cara tem quase 80 anos!
O iogue indiano aceitou tranqüilamente ser submetido a uma investigação profunda. Foi levado para um instituto de pesquisas médicas onde foi preso num quarto pequeno, com uma câmera que o filmava 24 horas por dia. O quarto era observado permanentemente por grupos de investigadores médicos, que a cada três horas recolhiam amostras do sangue do sujeito.
@MDD – Perguntado sobre o milhão de dólares de seu Desafio Paranormal, James Randi disse que “precisava ir ao banheiro” e saiu de fininho…

A pesquisa durou cerca de 10 dias, onde ele EM MOMENTO NENHUM bebeu água nem comeu nada, nem evacuou.
O cara ficava lá, sentado, olhando pras paredes, andando pela sala, orando e meditando. Só. De tempos em tempos ele tomava banho (lá mesmo, com a ajuda de uma bacia).
Ele não sabia, mas a água do banho era pesda antes e depois da higiene, para que os pesquisadores se certificassem empiricamente que o velhinho não tivesse bebido a água.100ml de água eram oferecidos ao sujeito para que ele lavasse a boca. Os 100ml eram novamente contabilizados em medidos após o procedimento.
O mais estranho aqui é que não estamos lidando com uma pessoa que entra num estado alterado de consciência e desliga suas funções vitais, como -em tese – seria possível num grau avançado de meditação.
O sujeito de 76 anos de idade nunca esteve “fora do ar”. Ao contrário, ele falava animadamente e demonstrava algum vigor físico, tanto em aparência quanto nos exames sanguíneos, que apontavam índices normais em tudo. Mas como isso é possível se o cara estava sem comer há tanto tempo que nem se lembrava mais como fazia?
Mistério. O estudo foi realizado sob rígidas normas de investigação, cujo objetivo era desmascará-lo como impostor. E isso eles não conseguiram mostrar. Na verdade o resultado foi totalmente inconclusivo, pois nenhum medico conseguiu construir alguma hipótese para justificar como o sujeito estava se nutrindo.
Quando perguntado, Prahlad Jani sorriu e disse que era muito simples. Ele olhava para a luz.
Sério, não tô zoando. A explicação do cara é mais ou menos como “eu faço fotossíntese!”
Não nesses termos, óbvio. Ele nem imagina o que seja fotossíntese. Ele disse que olhava diretamente para o sol (médicos são claros em afirmar que isso danifica os olhos e pode causar cegueira). Foi fazendo isso de pouquinho em pouquinho, conseguindo ficar cada vez mais tempo olhando para o astro-rei. Até conseguir se manter olhando diretamente para a estrela por vários minutos. Prahlad Jani disse que um buraco misterioso surgiu no céu da boca e quando ele olha para o sol, um tipo de gosma adocicada escorre para sua boca e é disso que ele se alimenta desde então. Uma médica enfiou o dedo na boca do velho e realmente disse que ele tem uma fenda no palato, e até sentiu um pouco da consistência pegajosa da “coisa” .
Segundo ele, o furo teria surgido por milagre, internamente, entre sua boca e o nariz aos oito anos de idade, quando olhava para o sol.
Isso me deixou ainda mais intrigado, pois uma fenda no palato conduziria diretamente ao interior do nariz, e isso que escorre só poderia ser… catarro!
Mas veja que loucura. Acho uma idéia mais provável que o velho viva de luz do que de catarro. Seja como for, ficou demonstrado no estudo que o sujeito manteve níveis sanguíneos totalmente normais em jejum de água e comida por dez dias. Sem evacuar nem urinar. Isso por si só já desafia totalmente o que sabemos sobre as funções vitais. Como é possível?
Embora isto não prove que passou os últimos 68 anos em total abstinência, Prahlad deixou o hospital como um herói para seu pequeno grupo de seguidores, que o acompanharam até a caverna onde vive em meditação, na periferia de uma cidade próxima.

Comente com o Facebook:

Write comentários
  1. Willian11/3/11

    Cara, se isso for absolutamente verdade mesmo, então estamos entrando em uma nova era: a era das coisas inacreditáveis, pois nunca vi nada igual, nunca vi álguem ser tão misterioso nesse ponto em toda minha vida.
    O cara mais parece um extraterrestre do que um ser humano, e o que mais me intriga é que com toda a tecnologia que temos hoje na área da medicina, os cientistas ainda não desvendaram o mistério de tal fato!
    É realmente muito impressionante! Vale a pena estudar a fundo esse fenômeno, pois se descoberto trará enormes benefícios para vários aspectos da humanidade.
    Acho que isso só pode ser um dom divino, porque dó Deus mesmo para fazer um milagre como esse.

    ResponderExcluir